23.7.11

Esta noite houve um sonho. Há sonhos todas as noites, sempre peculiares e com um cheirinho de surreal. E hoje houve um sonho, desses diferentes e cansativos. Houve um hospital abandonado que nos protegia de seres desconhecidos que vagueavam nas ruas e houve telefones que eram usados para pedir ajuda a quem quer que estivesse na ponta oposta do edifício. Houve pessoas raptadas e mulheres que talvez possam ser definidas como bruxas e com um lado demoníaco. Houve encantamentos feitos pelas mulheres; senti como era perder controlo do corpo por ter olhado nos seus olhos sem alma que fizeram com que a arma que eu tinha na mão fosse usada contra mim própria. Houve controlo mental, consegui expulsá-las da minha cabeça. Houve aparências; algo que de longe parecia um felino grande e que de perto se veio a revelar um urso selvagem e feroz. Houve coragem em manter o corpo quase imóvel, como método de sobrevivência, enquanto sentia a respiração do urso na pele. Houve um despertar sufocante e complicado. Aqui, neste mundo da noite, ou se sofre de insónias ou de loucura.

1 comentário:

Sofia disse...

Frequentamos o mesmo mundo da noite.
Estou feliz.