20.3.10

Aquele som que reside na minha cabeça magoa de tão alto que está e por consequência desfoca a minha visão que por estar ferida reabita para os meus pensamentos onde pelo menos posso ver tudo o que me apetece porque aí só eu controlo, eu chefio e ordeno. E as paredes parecem apertar cada vez mais onde os pontos mortos fazem sentir que uma silhueta assombrada vai irromper e tornar todos os pesadelos reais e inextinguíveis. Matei e torturei todo o mal que havia, não é tão complexo como parece.

1 comentário:

Danii disse...

Adorei, está profundo :)